Loading...

terça-feira, abril 13, 2010

VEJA FOTOS DO PROCEDIMENTO DO OPERATÓRIO E PÓS OPERATÓRIO DO PTERIGIO

O pterígio prejudica a visão e a estética do olho. Você já ouviu falar de carne crescida no olho? È como o pterígio é chamado popularmente! O problema caracterizasse pelo crescimento de uma membrana sobre a córnea. Ele aparece principalmente em pessoas que moram em regiões tropicais, e infecção causada por microorganismo, como bactérias e fungos, isto esta relacionada á exposição prolonga ao sol, e o tempo seco e o excesso de poeira. O pterígio pode ser causado também por olho seco e por fatores hereditários.

Seus sintomas e principais tratamentos da doença são o olho vermelho, a irritação que é uma sensação de cisco no olho, coceira, é fotofobia que é a sensibilidade à luz. E quando a membrana é pequena e apresenta aspecto a vermelhado e irritação, pode ser tratada com um colírio e pomadas que reduzem a inflamação. Se o pterígio é grande e já esta prejudicando a sua visão, é recomendada a cirurgia, ou quando ela passa de 2,5mm ai sim deve ter uma remoção. Porem existe outro tipo de cirurgia, mas nem todos os casos podem ser operados com transplante de conjuntiva, pois existem casos em que o paciente tem um tipo de pterígio diferente o que tem dois tipos de pterígio no mesmo olho, um nasal e o outro temporal, ou quando muito extenso e não existem áreas doadoras de conjuntiva sã, ou quando existe simbléfaro ou cicatrização conjuntiva acentuada, saiba que antigamente, a cirurgia do pterígio necessitava de ponto, ou seja, sutura, que geravam bastante desconforto ao paciente.

Felizmente, com a evolução de novos materiais, já existe a possibilidade de realizar a cirurgia sem ponto. Isso é possível graças ao uso de colas especiais, que é chamada de cola de fibrina. Esse recurso diminuiu o tempo da cirurgia, ou seja, a cirurgia torna-se mais rápida e diminui o desconforto no pós-operatório. Porém a sensibilidade de o problema voltar a aparecer. Já a anestesia é local, evitando assim os riscos da anestesia gera. Existe diversas modalidade de anestesia local, desde o simples uso de gotas anestésico, até a técnica de bloqueio regional, ou seja, bloqueio Peri bulbar. Assim, cada caso deve ser avaliado individualmente, sempre optando-se pela técnica mais adequada para cada paciente. Mas saiba como prevenir-se saiba como evitar o reaparecimento ou a reincidência do pterígio, proteja bem os seus olhos da radiação ultravioleta usando óculos escuros e de boa qualidade. Saiba como evitar os ambientes empoeirados, pois, caso tenha olho seco, procure um médico oftalmologista para o uso de colírio a base de lágrimas artificiais.

FOTOS (Remoção do pterígio)

Na primeira foto, vê-se o aspecto pré-operatório do pterígio que invade a córnea em 3 mm; ao lado, no 1º dia de pós-operatório, observa-se o enxerto com suturas, bem posicionado, e ainda vermelho; na terceira, uma semana de pós-operatório, logo após a remoção dos pontos; na ultima, vê-se o aspecto final excelente.

3 comentários:

  1. ai meus olhos até arderam...pontos nos olhos?
    waw...que sta luzia interceda por todos nós, principalmente a ti nessa fase.

    ResponderExcluir
  2. PARABENS PELA CIRURGIA, É TÃO DELICADO E NEN TODOS CONSEGUEM TER UM RESULTADO COM SUCESSO.A SUA CIRURGIA TEVE OTIMO RESULTADO.OS PONTOS É FEITO NA CORNEA COM UMA MINUSCULA AGULHA TD MUITO MANUAL,CIRURGIOES OFTALMICOS TEM UMA HABILIDADE MANUAL INCRIVEL

    ResponderExcluir
  3. fiz a cirurgia estou com os pontos a sensaçao é horrivel e tenho medo que não saia esse vermelhão do meu olho.

    ResponderExcluir